quinta-feira, 7 de julho de 2016

Cozinha:O que você precisa saber para não ter medo da panela de pressão

O que você precisa saber para não ter medo da panela de pressão
Está na hora de desmistificar o uso desse utensílio tão útil na cozinha e aproveitar seus benefícios

                         

Quem já precisou cozinhar um alimento e teve que encarar a panela de pressão entende aquele receio de não saber utilizá-la corretamente e o medo de algum desastre acontecer de forma inesperada.
Porém, o utensílio pode ser muito mais útil do que você imagina...
A panela de pressão é uma ótima aliada no dia a dia, pois cozinha o alimento de maneira muito mais rápida do que uma panela comum. O cuidado ao usá-la, entretanto, é sempre necessário.
A vendedora Vanessa Casares, 37 anos, já vivenciou uma explosão, que a assustou bastante. Casada há 11 anos, só no ano passado ela conseguiu enfrentar o desafio de usar a panela de pressão que estava guardada há tempos no armário.
“Depois de muito tempo eu fui aprendendo como se usa mesmo, e hoje ela é minha companheira na cozinha. Mas que eu tive medo, eu tive”, reconhece.
Mas será que o item tão importante deve carregar o título de malvada da cozinha? No início, pode parecer que sim, mas conversamos com a nutricionista Késia Diego Quintaes, expert em panelas, que estudou bastante esse utensílio e se tornou a "doutora em panelas". É ela quem vai nos ajudar a desmistificar todas as nossas dúvidas.
Você sabe como funciona?
Na panela de pressão, o alimento é colocado com uma certa quantidade de água. Com o calor aumentando, o líquido ferve e, como o utensílio é vedado, o vapor não pode sair. Assim, a pressão dentro da panela aumenta cada vez mais. Isso faz com que a água entre em ebulição em temperatura elevada. A pressão do vapor se estabiliza e faz com que a temperatura dentro do recipiente não aumente.
Vantagens e desvantagens
Segundo Kesia, na prática, a temperatura interna da panela de pressão é de aproximadamente 130 °C. A vantagem é que as reações químicas que acontecem ali dentro ocorrem cerca de três vezes mais depressa, tornando o cozimento muito mais prático. E os alimentos ficam mais úmidos do que quando preparados no forno.
Mas a desvantagem é que não se vê o que ocorre dentro da panela, tornando o controle do cozimento mais difícil: 5 minutos a mais, na panela de pressão, equivalem a 15 minutos de tempo excessivo no modo tradicional - por isso é mais fácil queimar a comida.
Medidas de segurança e funcionamento
Para garantir que o uso da panela seja tranquilo, siga algumas regrinhas:
o    Nunca toque nas superfícies quentes, manuseando a panela sempre pelo cabo.
o    Mantenha o cabo sempre voltado para “dentro” do fogão. “É importante nunca deixar a tampa apoiada sobre a panela, para conservar o calor – mesmo com a chama apagada, o calor do alimento gera pressão, podendo provocar um acidente”, afirma a especialista.
o    Nunca encha a panela além de 2/3 de sua capacidade, incluindo nessa medida a da água usada para cozimento. Quando usar alimentos que "cresçam" durante o cozimento (macarrão, arroz, feijão etc), não encha mais que a metade de sua capacidade. 
o    No caso do cozimento de leguminosas como o feijão, use sempre como medida 1 parte do grão para 3 partes de água. Por exemplo, 1 xícara (chá) de feijão e 3 xícaras (chá) de água fria.
o    Quando a panela começar a fazer barulho, acusando o início da pressão interna, abaixe o fogo. Você economizará gás e o tempo de cozimento será o mesmo.

O tempo ideal
O grande diferencial do uso da panela de pressão é a rapidez com que cozinha os alimentos. Algumas referências de tempo (após o início da pressão), segundo Quezia, são:
o    Batata (inteira): 15 minutos
o    Beterraba (inteira): 20 minutos
o    Brócolis (inteiros): 2 minutos
o    Cebola: 6 minutos
o    Cenoura (inteira): 10 minutos
o    Couve-flor (em pedaços): 2 minutos
o    Espinafre: 2 minutos
o    Feijão: 20 a 25 minutos
o    Frango: 9 a 15 minutos
o    Grão-de-bico: 30 minutos
o    Lentilha: 7 a 10 minutos
o    Peixe: 4 a 6 minutos

Cuidados adicionais
Para sua segurança, é importante seguir algumas boas práticas, como:
1.     Assegure-se de que a panela esteja bem fechada antes de usá-la.
2.     Nunca use a panela de pressão sem água.
3.     Nunca retire a válvula controladora de pressão durante o cozimento ou com a panela ainda quente.
4.     No caso de um escape de vapor, apague o fogo e espere esfriar a panela antes de abri-la.
5.     Nunca abra a panela de pressão quando ainda estiver quente.
6.     Resfrie a panela, colocando-a sob jato de água da torneira. Utilizando um garfo, levante ligeiramente a válvula para verificar se a pressão foi totalmente eliminada.
7.     Alimentos que soltam partículas, como a soja e o grão-de-bico, pedem cuidado extra, já que tais partículas podem entupir a válvula de escape da pressão. Nesse caso, a pressão interna da panela irá aumentar a tal ponto que ela poderá explodir. É preciso ficar atento.
Fonte:
 http://disneybabble.uol.com.br/br/cozinhar/almocos-e-jantares/o-que-voce-precisa-saber-para-nao-ter-medo-da-panela-de-pressao








←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário