terça-feira, 27 de outubro de 2015

Até que ponto pode chegar a falta de bom senso e de humanidade das pessoas?

Até que ponto pode chegar a falta de bom senso e de humanidade das pessoas?

Fonte:http://www.angicosnews.blog.br/
Já estamos muito acostumados a ver todos os dias na TV, nas redes sociais, nos jornais escritos matérias sobre violência contra o ser humano e, lamentamos que já tenha até se tornado banal te tantos casos que vemos, no entanto quando esses casos absurdos acontecem bem próximos a nós é que, podemos ter a noção do absurdo que são. 

Essa matéria não tem aqui o objetivo de atacar quem quer que seja e nem excitar a violência com palavras que é o que temos visto com muita frequência em nossa cidade, talvez seja esse um dos motivos que leve uma pessoa a agir tão covardemente ao ponto de agredir ao seu semelhante e, logo em seguida numa demonstração explicita de sua falta de caráter tente se passar por vitima.

Fizemos essa pequena introdução para relatarmos um fato extremamente lamentável que aconteceu na noite desta terça feira (27) com o Prefeito de nossa cidade Expedito Edilson Chimbinha Júnior ou simplesmente Júnior Batista ou até Junior de Chimbinha como alguns preferem chamar tendo em vista o alto grau de simplicidade que este homem possui.

Pois é meus amigos, acreditem esse homem que hoje ocupa o cargo de Prefeito de Angicos eleito pelo voto da maioria dos angicanos foi vitima dessa agressão física de uma forma tão covarde que nos faltam até adjetivos para mensurar tamanha covardia praticada. Quem praticou? Nós preferimos não mencionar o nome desta pessoa para não dar “IBOPE” a ela, pois se o seu objetivo foi o de aparecer como tamanha atitude covarde, aqui nesse espaço ele (o agressor) não ganhará destaque. O que o levou a tomar tal atitude? Esse questionamento menos importa porque nem os animais que são diferenciados de nós pelo fato de serem seres irracionais, ou seja, não têm capacidade de raciocínio lógico agridem outros de sua própria espécie. 

E nós não estamos relatando esse fato porque se trata do prefeito da cidade não, mais queremos aqui nos referir ao homem, ao pai de família, ao caminhoneiro Júnior Batista ou Júnior de Chimbinha como é mais conhecido e gosta de ser chamado por aqueles que desfrutam de sua amizade pessoal. Analisem conosco, você amigo leitor, O cidadão Júnior, esqueçam o titulo de prefeito e reflitam, merecia ser agredido fisicamente da maneira que foi na noite desta terça feira (27)?. Nós temos a certeza que não, porque sabemos que Júnior é um homem idôneo que não tem coragem de fazer mal a uma mosca como diz o adágio popular, portanto não há nada absolutamente nada que justifique tal ato que insistimos em nomea-lo de covarde por ter ocorrido da forma que foi e por uma pessoa que até pouco tempo se passava por correligionário do mesmo.

Agora, Angicos será noticia em todo o estado do Rio Grande do Norte pelo fato de o Prefeito da cidade ter sido agredido fisicamente. Mas nós preferimos aqui nesse espaço lamentar a falta de bom senso e humanidade de um cidadão que se achou no direito de agredir uma pessoa humana e sensata como é o cidadão Junior que sempre viveu para o seu trabalho e, que, com certeza não esperava um dia ser agredido fisicamente e de maneira tão covarde por alguém que é ser humano racional mais que tem coragem de agredir fisicamente um semelhante seu, ato este que nem os animais seres irracionais são capazes de fazer.  

Foi um tapa não só na cara do cidadão Junior Batista não, foi um tapa na cara da sociedade angicana que a cada dia que passa clama mais e mais por uma simples concessão de paz que até pouco tempo reinava em nossa pacata cidade. Indignados como a maioria dos Angicanos devem estar nesse momento ao tomarem conhecimento de uma atitude tão primata e hostil encerramos essa matéria parafraseando Sua Santidade o Papa Francisco que em uma de suas pregações rogando paz no mundo disse: “Aqui estamos senhor, envergonhados por aquilo que o homem em sua própria imagem e semelhança foi capaz de fazer”.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário