terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Andressa Urach falou sobre arrependimento e que irá dedicar sua vida a alertar outras mulheres.

Andressa Urach concedeu sua primeira entrevista após a internação, por conta de problemas com a aplicação de hidrogel, ao jornal britânico "Daily Mail". A entrevista foi publicada nesta segunda-feira, 12. A modelo falou sobre o drama que vem enfrentando desde que passou pela UTI e disse que acredita estar sendo punida por Deus por ter abusado de sua vaidade. Urach falou que teve uma segunda chance na vida e que irá se dedicar a alertar outras mulheres sobre os riscos da busca pela beleza.

"Eu sabia que eu tinha deixado meu corpo e morrido. Eu cheguei em um lugar vazio, como um deserto, completamente silencioso. Foi quando eu soube que Deus existe. Eu senti sua presença. Eu sabia que estava no dia do meu julgamento", disse Andressa ao jornal britânico, recordando o momento em que esteve internada no hospital. A modelo ainda completou: "Minha vida passou diante de mim como um filme. Senti-me envergonhada e sabia que não era digna de entrar no céu. Eu pedi perdão e pedi outra chance".
Andressa, que posou para o "Daily Mail" sentada em uma cadeira de rodas e com os cabelos mais curtos, narrou também um momento que para ela será inesquecível. "Eu cara a cara com a morte, percebi que nada mais importava. Tudo o que eu tinha lutado - minha beleza, minhas bolsas, minha roupa, meu carro - que eu tinha deixado tudo isso para trás. Foi o momento em que eu percebi que eu não era nada, que estamos apenas aqui neste mundo para salvar nossas almas", revelou a modelo.
Ao 'Daily Mail', Andressa Urach também mostrou arrependimento: "Eu daria tudo para voltar no tempo e fazer as coisas de forma diferente. Ninguém sabe o que eu estou passando, estou em uma constante agonia. Eu ainda estou no meio de um pesadelo horrível. Tudo isso que eu estou passando é punição pela minha vaidade estúpida".
A modelo ainda disse: "Tenho vergonha dos buracos nas pernas, as cicatrizes que estarão lá para o resto da minha vida. Mas eles também são um troféu que eu tenho por estar viva. Agora, graças a Deus, eu sou capaz de dizer a outras mulheres que a vaidade não é tudo. Se tudo isso serve de exemplo para alertar outras pessoas sobre os perigos destas coisas, para salvar outras mulheres a partir de uma morte prematura, então essa foi a razão pela qual eu tinha que passar por isso", disse ela ao tablóide.
Urach revelou ao 'Daily Mail' que acreditar estar pagando o preço por sua vaidade. "Eu estou pagando agora pela minha vaidade. Fiquei extremamente vaidosa. Tudo em busca da perfeição. Mas em vez de fazer o meu corpo mais bonito eu acabei danificando-o e tornando-o mais feio. Eu nunca pensei duas vezes antes de entrar na faca, e quando as pessoas me alertaram para os perigos, eu apenas pensei: 'eu vou lidar com isso se acontecer algo'. Eu iria para o médico como alguém vai ao supermercado, dizendo que eu queria isso, aquilo e aquilo outro. Eu só queria que as pessoas olhassem para mim e pensassem: 'wow''.

A modelo encerra a entrevista contando sobre o apoio da mãe, que ainda pensava em retirar uma de suas costelas para parecer mais magra e que a busca pela beleza aconteceu porque ela sempre se achou feia.

Créditos: Globo.com
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário